Pubicado em: sáb, maio 28th, 2016

Tenho procurado alertar

 

@neves 1- artigo -MONTAGEM

 

Desde 2002 quando enviei ao presidente eleito Luiz Inácio da Silva, carta de congratulações e recomendações datada em 11/11/2002, citada na publicação (CLIQUE AQUI PARA LER PARTE DA CARTA) venho alertando com antecedência, fatos ocorridos pós a data mencionada, ainda ocorrendo e que continuará à ocorrer por tempo que supera a longevidade dos seres atuais.

 
Conforme mencionei nas recomendações citadas naquela carta, “Não se trata de premunição ou utopia, mas de probabilidade”; Pois, para um observador vivido (CLIQUE AQUI PARA LER: Enxergar de cima para baixo ou a distância?), ao ver semeando ervas daninhas, sabe com antecedência que ali, não irá germinar nenhum trigal ou milharal, embora a erva daninha (a semente do mal) dispensa semeadura, pois, ela já se encontra inerente a terra.

 
Dessa maneira, não é preciso ser profeta ou adivinho para saber que na terra se bem cultivada, pode germinar o que for semeado, porém, nascerá entremeado com as ervas daninhas nas diversas variedades. Cabe ao agricultor cuidar de sua cultura, e ao ceifeiro saber discernir sobre o que se deve ser levado ao celeiro, ou seja, praticar com intensidade o tão citado dito “separar o joio do trigo”, pois, infelizmente em nossos dias, vem germinando dentre outras, muito joio e pouco trigo.

 
Já que não tenho o domínio sobre os que estão com o chicote na mão, para que pudesse orienta-los para o bem deles e dos demais, só me resta aguardar o que for decidido pelos detentores desse “passageiro poder institucionalizado”.

 
Veja a seguir, algumas citações reflexivas.

Sobre o Autor

Antônio Evangelista Neves