Pubicado em: ter, jan 31st, 2017

O RACISMO E A SOCIEDADE

 

 

Por: Valter Aldano

Muito se fala, se debate sobre o racismo; muitos questionam sua existência, muitos se sentem alvo, muitos são discriminados por este sentimento que sempre existiu e sempre existirá nas sociedades.

 
Sou da raça negra e, dizer que nunca senti nenhum tipo de discriminação seria leviano de minha parte.

 
O racismo acompanha minha família desde que meu pai conheceu minha mãe, na década de 1940. Ele, um tropeiro negro e ela uma empregada doméstica (perdeu seus pais ainda jovem) branca em uma casa onde o “patrão” era mais para negro que para branco, mas como ele era fazendeiro, para a sociedade local ele era branco.

 
Naquela época, me contavam meus pais, o racismo era mais evidente e era praticado às claras. Como exemplo cito que na pequena cidade onde moravam, havia o baile dos brancos e o baile dos negros. Minha mãe, como tinha a tez mais aclarada, por certo deveria participar do baile dos brancos, mas como ela era uma simples empregada, a sociedade não lhe permitia participar de tal baile. Este fato evidencia claramente que o fator de racismo, neste caso, não era a cor da pele mas sim a condição social.

 
Trabalhei por mais de 30 anos em uma das maiores multinacionais da América Latina, de origem Alemã, e nunca me senti prejudicado ou discriminado na empresa pela cor da minha pele. Tive uma carreira profissional que eu poderia julgar como bem sucedida, pois entrei na empresa como aprendiz e saí de lá aposentado. Talvez por eu nuca ter ligado pelo fato de ser negro; sempre procurei ser o mais profissional possível e sempre procurando ignorar qualquer fato que viesse a despertar o sentimento em epígrafe.

 
Me casei com uma mulher também negra e, obviamente, tivemos 2 filhos negros. Como eu e minha esposa compactuamos as mesmas ideias, criamos nossos filhos sem nunca incutir neles sentimentos racistas ou que eles poderiam ser discriminados pela cor da pele, pelo contrário, sempre dissemos a eles que o que define um ser humano na sociedade são o seu caráter, as suas atitudes e, principalmente, as suas escolhas.

 
Como eu havia citado acima, o racismo sempre existiu e sempre existirá portanto, cabe as pessoas que se sentirem prejudicadas, encontrar subterfúgios para que este nefasto sentimento não venha atrapalhar a sua vida.

Sobre o Autor

Valter Aldano