Pubicado em: seg, jan 4th, 2016

DEUS: RECUPERA OU PROMOVE?

Introdução: Se você ainda não leu com atenção o texto DEUS SE ARREPENDEU? QUANDO E ONDE? Sugiro que leia ( CLIQUE AQUI  ) para facilitar a compreensão literal do complemento do mesmo artigo, que se segue.

Cabeçalho complementar pós-escrito do Artigo “DEUS SE ARREPENDEU? QUANDO E ONDE?”:

Anjos caidos 02

Afinal, qual o principal propósito do CREADOR? Recuperar suas criaturas espirituais, as quais já foram por ELE consagradas, e junto DELE, habitavam sob o comando de Lúcifer seu até então, braço direito, a quem lhe dera, de maneira incondicional os poderes da onipotência e o da onipresença? Ou seria a prática de um plano para nos selecionar e promover até que segundo a sua avaliação consigamos atingir o grau de espiritualidade dos dois terços de seres espirituais (anjos), restantes e fiéis a ELE, e que, ainda habitam seguro no celestial habitat de origem?

escravidao1

Os relatos da história da humanidade deixam claro que o SEMPTERNO tem demonstrado em suas ações uma nítida preferência em recuperar seus insubordinados seres espirituais e não de continuar investindo na difícil tarefa de promover os seus desobedientes e teimosos seres materiais (“os humanos”), à seres espirituais junto a ELE.

Vejamos: Não sei se os tais seres espirituais que certo tempo conviveram junto DELE ou com ELE, e que, pela inveja e insubordinação, perderam tal privilégio, mas que hoje habitam entre nós como elementos trapalhões e perturbadores na transposição da vida material (estágio em que nos encontramos), para a vida espiritual (estágio que eles ainda se encontram), e daí, podermos ser selecionados.

Sendo assim, se formos bem-sucedidos, teremos galgado o primeiro obstáculo a caminho da prometida salvação, porém, será que os dois terços que já ocupam esse almejado lugar juntamente com o outro terço que um dia perdeu esse privilégio passou em outros mundos, pelo mesmo critério seletivo a que hoje estamos sendo submetidos? Se assim for, estamos com muitas desvantagens em relação ao nosso opressor ou concorrente.

Apesar da insistência de DEUS, e de seu filho CRISTO, bem como de tantos outros que por ELES foram credenciados, o HOMEM e seus descendentes ainda não entenderam como proceder para agradar a DEUS, e com isso, estarem entre os por ELES chamados, pois, não basta falar em DEUS, é preciso respeita-lo; Não basta dizer que ama a DEUS, é preciso obedece-lo; Não basta falar que tem fé, é preciso comprova-la; Não basta dizer que ama o próximo, é preciso dar provas disso o tempo todo, e muitos outros procedimentos que postos em prática, devem agradar a DEUS.

Um exemplo: Para ser um candidato à salvação, é preciso atravessar a nado um lago de cem metros de extensão que se inicia com um metro de profundidade e termina com dez metros de profundidade, de forma progressiva e uniforme. E um outro lago, com a mesma extensão, porém com cem metros de profundidade constante.

Para os que sabem nadar e dominam a capacidade de flutuação, a profundidade é irrelevante, pois manterão suas funções de aspirar e expirar sobre a superfície da água. Esses, com certeza conseguirão atravessar. Já muitos outros sem a devida segurança de seu preparo, iniciarão a travessia pela parte rasa, e com certeza, muitos sucumbirão antes da metade do lago, outros sem terem alcançado a outra margem, e com isso, sem conquistarem o presunçoso objetivo.

É preciso deixar claro que desta vez ninguém irá abrir as águas como já ocorreu com o povo HEBREU, pois, já não haverá inocentes. Dessa forma, torna se preciso obedecer aos mandamentos e aprender a nadar com segurança urgentemente.

3gfbhnrysr

Os que conseguirem completar a travessia, terão passado pela primeira prova do exame seletivo em direção a espiritualidade e já não terão mais compromissos com o corpo físico e se juntarão com aqueles que a muito, foram selecionados e que ainda aguardam a ressurreição da carne.

Já os reprovados irão se decompor formando um caldo orgânico, e num processo de ajuntamento dos elementos químicos de que foram formados, se unirão aos que já tornaram pó durante toda existência da humanidade e juntos, ressurgirão por algum tempo ao corpo físico, somente para assistir o julgamento e o arrebatamento dos escolhidos. Em seguida eles perecerão novamente num tempo determinado e seus elementos serão incorporados à massa do planeta terra que nessa altura, já terá cumprido a sua função de formar vida biológica com base predominante a partir Carbono (C) e o hidrogênio (H) nesse Universo.

Assim é que entendo de maneira simplificada, o polêmico desígnio de DEUS para com suas criaturas materiais a caminho da espiritualidade, sem inferno, caldeirão com água fervente, sem fumaça de enxofre e outras formas de tortura, pois, o sofrimento nos últimos dias e a certeza da morte eterna, já será o bastante para aqueles que aqui ficarem.

 

Tanabi 04 de janeiro de 2016.

Uma colaboração de: Antônio Evangelista Neves.

Sobre o Autor

Antônio Evangelista Neves