Pubicado em: dom, jul 16th, 2017

DEFEITOS E DEFEITUOSOS (repostagem)

 

Moisés se ira, quebra as tábuas com os mandamentos.

Moisés se ira, quebra as tábuas com os mandamentos.

 

Corrigir os defeitos ou conviver com os defeituosos?

Em toda história da humanidade, tem sido tentado reparar os erros e defeitos dela inerente, pois, é consensual quase por unanimidade entre os humanos, que nos encontramos num constante processo de depuração.

Todavia nesse globo terrestre onde todos estamos confinados fisicamente, já não há mais espaço geofísico para separar e alojar os prováveis escolhidos se é que ainda existem.  Mesmo porque, isso já foi tentado há milhares de anos e até hoje não deu resultado satisfatório.

Tendo isso exposto, quero aqui expressar minha opinião sobre a atual crise política e econômica em que nos encontramos, causada pela somatória de um conjunto de elementos programáticos, acidentais, especulativos e sobre tudo, o pior de todos, a ganancia econômica de grupos determinados à alcança-la através do poder.

Por outro lado, já ficou provado, que lutar em favor dos oprimidos, porém ingratos, nunca trouxe bons resultados aos seus defensores, pois, os valores materiais sobrepõem a tudo e a todos enquanto seres materializados formos.

Dessa forma creio ser mais fácil reparar os erros conhecidos de um sistema sob controle, que embarcar no defeituoso e duvidoso desconhecido e ainda, com vários erros já apontados.

 

Por Antônio Evangelista Neves.

Sobre o Autor

Antônio Evangelista Neves